Mulheres no trânsito: “elas” dirigem melhor

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O mês de março é marcado pelo Dia Internacional da Mulher e isso me faz lembrar do importantíssimo papel que a mulher exerce na sociedade e, principalmente, no trânsito.

Sabemos que, infelizmente, ainda há um grande preconceito em relação ao desempenho feminino na direção. Mas a discriminação, de forma geral, começou há muito tempo atrás. Na bíblia encontramos muitos exemplos deste pensamento – principalmente porque foi escrita há 2000 anos e traz consigo os conceitos morais de toda uma geração. “As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido como ao Senhor… Como, porém, a Igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido” (Efésios 5:22,24).

A lei do Hinduísmo diz: “Por uma moça, uma jovem mulher, ou até mesmo por uma idosa, nada deve ser feito independentemente, mesmo na sua própria casa. Na infância, uma fêmea deve ser submetida ao seu pai, na juventude, ao seu marido e quando da morte do seu senhor, aos seus filhos; uma mulher nunca deve ser independente”.

Como vimos, a história revela as origens da segregação. Com o advento do século XX, vimos uma “revolução feminina” imparável que se estende até aos dias de hoje com a presença marcante da mulher em todas as áreas da atividade humana. E no trânsito, será que conseguiram a superação?

Afinal, quem dirige melhor: condutores ou condutoras?

Depende do seu ponto de vista. Se o seu conceito é a segurança, então “elas” são bem melhores. E as pesquisas comprovam isso. Eu já fiz uma análise em 2012 e os Dados do Detran do Paraná mostraram que a maioria das multas registradas no estado foi cometida por motoristas do sexo masculino.

Outras estatísticas do Detran-RS comprovaram que as mulheres se envolvem menos em acidentes fatais. Somente 9% das mulheres envolvidas em acidentes fatais estavam conduzindo o veículo no momento do acidente e, de cada 100 condutores que morreram no trânsito em 2010, apenas 3 eram mulheres.

Agora em data mais recente, vi também os dados divulgados pela Seguradora Líder, administradora do DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) que mostram que em 2018, 75% das indenizações por morte e invalidez permanente foram de homens, e apenas 25% de mulheres.

Um outro levantamento do Governo Federal mostra que o número de condutoras habilitadas no Brasil subiu de 33,8% em 2015 para 34,4% em 2017. Enquanto o índice de homens mortos no trânsito de São Paulo, por exemplo, cresceu de 77% em 2015 para 81,5% em 2017. Ou seja, se pra você um bom motorista deve primar pela segurança, vai escolher as mulheres. Mas se a referência for outra…

“Eles” são mais rápidos, “elas” estacionam melhor

Como vimos “elas” são mais prudentes, outras pesquisas sugerem que eles estacionam mais rápido. Um estudo realizado por Claudia Wolf do departamento de neurociência da Universidade de Ruhr em Bochum, na Alemanha realizou um teste com 27 homens e 21 mulheres que estacionaram um Audi A6 (4,92 m de comprimento) em uma vaga paralela. As manobras tiveram os tempos medidos com o objetivo de obter o melhor alinhamento e a distância da calçada. A conclusão foi que as mulheres levam, em média, 20 segundos a mais do que os homens para colocar o carro na vaga.

De acordo com outro estudo encomendado pela rede de estacionamentos britânica NCP, mostrou que as mulheres, precisam de mais tempo para manobrar. Mas conseguem deixar o veículo mais bem estacionado. Os pesquisadores observaram durante um mês cerca de 2,5 mil motoristas em 700 estacionamentos da Grã-Bretanha. Na hora de centralizar o carro na vaga, 53% das mulheres conseguiram fazer isso com mais precisão contra 25% dos homens.

A explicação de serem melhores pode estar no cérebro

No meu artigo que deu origem ao conceito de “Inteligência Feminina no Trânsito”, apresento algumas descobertas da neurociência sobre as nossas diferenças que podem explicar o porquê, em minha opinião, as mulheres são melhores no trânsito e para o trânsito.

Segundo Anne Moir da Universidade de Oxford, na Inglaterra, o cérebro de homens e mulheres funciona de forma diferente. E isso tem raízes evolutivas. Durante o desenvolvimento dos seres humanos, o homem era o caçador, desenvolveu um cérebro com habilidades manuais, visuais e coordenação para construir ferramentas. Por isso, o cérebro masculino tem mais habilidades funcionais. Já as mulheres dedicavam-se mais a prática de preparar os alimentos e cuidavam dos mais novos. Elas tinham que entender as necessidades dos bebês, ler e entendê-los para ajudá-los a sobreviver.

E o que tudo isso quer dizer na prática? Nesse caso, os homens podem ter desenvolvido mais o senso espacial se deslocando por longas distâncias na busca de alimentos e são mais propensos a agressividade porque atacavam as presas. Isso talvez ajude a entender o porquê estacionam mais rápido e são mais agressivos. Pode explicar também o porquê “elas” são mais cuidadosas e pacíficas no trânsito, o que não é de se estranhar, já que desenvolveram mais a empatia cuidando dos seus filhos há milhares de gerações.

Inteligência Feminina no Trânsito: um novo conceito de direção segura

Independente das causas, o fato é que em se tratando de cuidado e segurança, as mulheres superam as expectativas para vias mais seguras. Seja porque são mais prudentes e pacíficas, ou ainda por causa de sua empatia aguçada que tanto precisamos para um trânsito mais humano. Quando me deparei com tantos adjetivos percebi que a forma como as mulheres conduzem deve servir de exemplo e este conjunto de habilidades que elas possuem eu chamo de “Inteligência feminina no trânsito”.

Pense em um conceito embasado no que há de melhor no ser humano e que pode ser adaptado para um trânsito melhor. Reflita como cuidar, proteger e se colocar no lugar do outro pode fazer um condutor mais preparado, mais gentil, mais cuidadoso e mais seguro.

E então… Vamos mudar conceitos e transformar o futuro?

Caso você tenha algum amigo machista que sempre faz aquelas piadas sem graças sobre mulher vs direção, não deixe de compartilhar este post com ele. Quem sabe ele se convence e vem somar com a gente nesta homenagem as mulheres que colaboram para um trânsito muito mais seguro!

Aproveito ainda para parabenizar a todas pelo dia especial. Vocês são incríveis!

Conheça o artigo e a pesquisa completa que deu origem a este post.

Um abraço,

Rodrigo Ramalho

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhar